terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Ervas pra que te quero!


Sempre quis ter um espaço pra cultivar ervas aromáticas. Quem cozinha sabe que faz toda a diferença preparar pratos com ervas frescas. Não dá pra comparar um chá de hortelã de saquinho, com aquele feito com as folhinhas, submersas em água quente! É outro sabor. Batatas ao forno, com sal grosso e alecrim fresco são um MUST. Alecrim seco não tem gosto de absolutamente nada!

Em casa, temos uma micro-varanda que eu uso para estocar umas tralhas que não cabem no apê. Mas a micro-varanda é como coração de mãe: sempre cabe mais um. Então fiz um canteirinho de ervas: manjericão, hortelã, alecrim, e arruda. Infelizmente não tenho mais espaço pra outras. Mas, como tudo que é bom dura pouco, meu fiel cão já comeu metade das ervas umas 3 vezes. O manjericão entendeu como uma poda, e se fortaleceu; os outros morreram. Só sobrou uma arruda meio tímida e o manjericão, que tomou conta do vaso inteiro, e transformou-se numa árvore! :)

Mas vamos ao que interessa. Minha dica é pra você que quer ter uma horta ou canteiro de ervas e não sabe por onde começar. A Hortinha (http://www.hortinha.com.br/) é uma empresa que desenvolve projetos de hortas domésticas, de acordo com as necessidades e preferências de cada cliente, dependendo da disponibilidade de espaço, do nível de insolação, gostos culinários e necessidades terapêuticas. Além disso, ainda oferecem serviços de plantio de mudas, adubação, combate a pragas, manutenção mensal e recuperação de jardins e hortas, transformação de espaços ociosos em hortas domésticas, além de irrigação automatizada para pequenos e médios espaços.

Resumindo: qualquer pessoa que tenha um espaço livre em casa (varanda, cobertura, terraço, quintal, área de serviço) com alguma incidência de sol, pode se dar ao luxo de cultivar desde temperos, ervas medicinais e aromáticas até hortaliças e legumes frescos, livres de produtos químicos.

Não é demais?

Nenhum comentário:

Postar um comentário